Antes só do que mal acompanhado?

Parece simples demais pensar que há pessoas que estão acompanhadas simplesmente porque não conseguem se imaginar sozinhas, mas acredite, é verdade. Tirando o véu do romantismo, podemos observar muitos casais que já não têm mais o amor os nutrindo, mas mesmo assim, permanecem juntos por diversos fatores.

Será que na hora de escolhermos uma pessoa para ficar do nosso lado temos que avaliar quais são os fatores extra sentimentos que possam nos unir?  Claro que sim, mas quais seriam os fatores válidos que podem trazer o sucesso dos relacionamentos? Nossas carências, nossa incapacidade de se ver sozinho frente à vida? Modismo? Falta de segurança para tomar nossas atitudes? Certamente, estes fatores não são o que podemos considerar como as condições que vão nos levar a ter relacionamentos sadios e de crescimento pessoal, pois serão baseados na dependência, não no sentimento e no bem estar causado pela presença de uma pessoa que você quer ter ao seu lado, simplesmente pela qualidade do relacionamento em si.

Então, ao buscar ter alguém do nosso lado, como podemos detectar se esta pessoa realmente é com quem queremos ficar?

Pelo simples fato de haver entre os dois um relacionamento gostoso, cheio de vida, de entusiasmo, de vontade de ficar ao lado, de ser companheiro e querer que o outro faça parte de sua vida nos melhores momentos e nos piores também, caso eles existam. Ou seja, não é nem por uma simples atração, nem por não haver melhores opções disponíveis e sim porque racionalmente você faz as suas escolhas do que é melhor para si e de quanto comprometimento você quer ter no seu relacionamento.

Ficar por ficar, beijar por beijar, dar amor sem recebê-lo... Será que isso não faz com que nós nos sintamos com um vazio interno, com uma sensação de que está perdendo um tempo precioso que nunca mais vai voltar? Será que dá para se sentir feliz simplesmente porque você tem alguém ao seu lado ou insatisfeito por não estarem unidos por amor?

Ao amarmos alguém, mesmo que a origem desse sentimento possa ter sido inusitada, fazemos escolhas, desde o primeiro momento em que nos aproximamos da pessoa até o momento em que geramos o relacionamento.  Sendo assim, você não se acha responsável pela sua situação civil? Será que você está com a pessoa que realmente merece ter o seu mais puro sentimento e compartilhar dos seus sucessos e realizações ou simplesmente está ocupando essa vaga enquanto você acha que ainda não apareceu uma pessoa melhor? Isso não seria assumir uma postura de mediocridade consigo mesmo?


Estar sozinho para você é tão doloroso assim? É tão difícil aprender a ser seu melhor companheiro, aquela pessoa que vai estar primeiramente do seu lado, independente do quanto os outros possam te julgar errado e inadequado? Vamos amadurecer o amor próprio visando abrir-nos para que cheguem pessoas que realmente mereçam ter vivências maravilhosas conosco?

Ter alguém do lado simplesmente por ter, será que basta? Será que não nos faz mal? Como você se sente ao pensar em quanto tempo está com alguém que não te valoriza, que não está aberto para o que você quer construir em sua vida e nem mesmo te coloca em seus planos como prioridade? Será que essa pessoa realmente merece que você disponibilize seu tempo, seu amor, seu corpo e sua atenção para ela?
Que tal se abrir para mudanças na sua área afetiva que possam interferir maravilhosamente bem em outras áreas de sua vida, tal como a financeira e até mesmo na sua saúde?


Comentários

  1. Olá Rafaele td bem ? muito frio ? ^_^

    bom, primeiramente achei tudo q disse perfeito, mas como o seu blog aceita opiniões, então estou aki p apimentar nossa conversa rsrs, eu c disse adorei o seu relato nesse artigo, masss, eu como homem quero deixar p vc o q eu penso a respeito tambem, mas digo por mim e nao por outros homens, bom, creio q hj tenho uma visão, onde valores se perdeu, é errado falar e pensar, estatus hj conta!, é errado dizer isso ? sim é errado, mas hj isso na qual nao tinha certo valor, esta vindo a tona, outra coisa, é a identidades e personalidades q ninguem esta tendo, é muita prepotencia e arrogancia, ACHO; que as pessoas estão confundindo se amar com ter orgulho, ou seja, a pessoa quando ela diz que se ama, praticamente acaba sendo orgulhosa, sua beleza está acima de tudo e todos, onde chega a prejudicar a si mesma nao sabendo da tal ação, isso gera tudo acima na qual vc sitou, qualidades ? ninguem analiza mais isso, e valores = enfeite, como um retrato emcima de um hack, uma amiga me disse na faculdade dela, pessoas q faz direito, sao metidos e nem pegam os mesmos elevadores, olha onde chegamos, estatus no meu ponto de vista nunca foi causa, mas hj anda ocorrendo coisas p vc pensar no oposto, isso eu digo nao só por 1 motivo, se fosse isso estaria equivocado, mas qdo vou ao supermercado, metro ou ponto de onibus etc.. dificilmente uma mulher olha p vc, mas qdo estou ate de carona a coisa muda, pq será ?, e homem tb com seu ego qdo se tem algo, qdo complica as coisas tb, a beleza da mulher esta sendo cosumida por ela mesma, ou seja, a pessoa se torna tao esnobe pq é bonita, e nunca ve o dia do amanha, sei q existe seus escudos, mas nao p tanto; homens tem seu lado poderoso e convencido, qdo se tem um emprego e ganha bem, ou seja esta tao complicado a situação. onde tudo isso leva a pessoas agirem de forma mediocre c vc sitou, eu tenho 30 anos, moro sozinho pq o destino me brigou, pois meus pais já sao falecidos, e eu era filho unico, durante esses 9 anos de luta, poucas x me deparei c alguem humilde, qdo aparecia, estava comendo na mao de outro homem, isso pq se apegam ao desejo e pedido de q o homem p elas tem que ser carinhoso, romantico sem exageros, trabalhador, alegre, mas no fim, vive inssistindo em um caminho onde nao tem nada disso ou seja infeliz!, tenho vontade de compartilhar minha vida c alguem, mas hj esta dificil de construir algo, sexo é bom ? tudo mundo precisa, mas iludir a parceira ou vice-versa nao é certo, mas esse é um artigo bem complicado viu rafaele, pois p resumir tudo a coisa ta feia. e vai piorar, e me pergunto, onde me leva caso ocorre algo c minha beleza ? ou de terceiros ? o q sobra depois disso ? homem tb é complicado pq vê foto e nao ve coração. mas enfim eu ia escrever ate amanha, mas claro q posso estar errado no q eu mesmo disse, mas enfim é minha opiniao. fique c Deus. daniel.florencio09 arrobata hot ^^ bjuss

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu tive um relacionamento que foi mais ruim do que bom, fui enganada, traida, humilhada, tinha dó qdo via alguem só e eu acompanhada. Hoje entendo pq muitas mulheres preferem ficar só, é melhor do mal acompanhada.
    Eu era doente, não saia do hospital com fortes dores na cabeça e hoje que estou sozinha minha vida é maravilhosa, cuido de mim, da minha profissão, tenho amigos, faço o que quero e principalmente tenho mais tempo para meu filho.

    ResponderExcluir
  3. Oi Anônimo 1! É verdade, concordo com você, as relações estão muito superficiais mesmo, as pessoas estão se preocupando muito pouco com o que o outro sente e assim, vivem num conflito entre quem é mais egoísta do que o outro, ou seja, quem pensa mais em si mesmo... mas podemos fazer a diferença, acredite que há pessoas boas e abertas para ter relacionamentos bons e verdadeiros e assim, você vai encontrar alguém aberto para ti!

    ResponderExcluir
  4. Oi Anônima2! Eu entendo perfeitamente o que você relata. Você vivia uma vida presa a uma relação que já estava desgastada e vivia gastando suas energias para que o relacionamento continuasse a existir, por isso surgiram as doenças. Quando você parou para olhar para si mesma, sua vida voltou a ter alegria e acredito muito que agora sim vai aparecer alguém especial para te fazer companhia! Torço para que isso aconteça em breve!

    ResponderExcluir
  5. Nossa achei perfeito seu texto, eu sempre tive relacionamento sérios com caras comprometidos com a relação, mas agora estou solteira. Há um tempo atrás comecei a me relacionar com um rapaz ele dava sinais claros que não queria relacionamento. Eu como estava cansada dessa estrutura séria de compromisso resolvi me aventurar, mas as negativas de atenção e qualquer comprometimento me fizeram pensar que mereço muito mais do que migalhas de alguém que não me dá valor. É estranho como o ser humano se acostuma com as coisas ruins, quando percebi que estava começando a me apegar, resolvi sair fora. Me sinto ótima, forte e capaz para poder encontrar alguém que tenha a ver com minha verdadeira essência.

    ResponderExcluir
  6. Oi Vivian! Fico muito feliz por você ter superado essa relação complicada que mostrou o quanto você merece ter alguém do seu lado que realmente queira estar contigo, sem medos, sem culpas, sem ficar menosprezando quem quer compartilhar bons momentos! Tenho certeza de que você vai encontrar alguém muito melhor e nada de recaídas! :) abraços

    ResponderExcluir
  7. Olá Bruna!
    Muito interessantes seus artigos e trabalho, parabéns!
    Conheci seu blog através do Personare.
    Penso que a grande dificuldade de encontrar alguém capaz de compartilhar nosso mundo interno, reside justamente no fato de que nós mesmos não nos conhecemos integralmente.
    Daí a necessidade da busca, da sabedoria, como forma de melhor entender o processo da vida e dos relacionamentos.
    Mas além da questão prática de se desenvolver a natureza do "Bem", que germina em cada ser, e de encontrar alguém com afinidades recíprocas, ou bem próximo a isso.
    Penso também que há necessidade de haver afinidades, digamos, de energias naturalmente compatíveis, esta uma das razões de muitas incongruências.
    Mas você está certa, não adianta ficar pulando nas tentativas, digamos, aventureiras, de encontrar alguém ideal.
    Como diz o poeta Mário Quintana, "não adianta ir atrás das borboletas", melhor seria cuidar de nosso jardim, para que elas possam vir!
    É o que tentamos fazer atualmente, até mesmo porque as buscas internas já não nos deixam muito tempo disponível para frivolidades.
    Deixo um grande abraço e pretendo ler outros textos seus depois.
    Jean

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jean! Que bom que você gostou do texto, afinal, você também é bastante reflexivo sobre esse tema e isso é ótimo!

      Sempre que quiser, pode deixar seu comentário, pois ficarei muito satisfeita em pode ler e respondê-lo.

      E que venham as borboletas para o seu jardim! :)

      Grande abraço

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Intransigência, um grande mal para os relacionamentos

Quando a cabeça não pensa, o corpo padece mesmo!

Como anda a educação dos jovens? Totem e Tabu na família brasileira