Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Até as crianças sabem de seus direitos

Imagem
Este mês, eu apliquei uma prova para meus alunos de 11 e 13 anos sobre os direitos das crianças e me surpreendi ao ler o que escreveram. Como uma professora um tanto exigente, pedi que escrevessem 20 linhas sobre o tema e suas criatividades se expandiram durante esse tempo, havendo alunos que redigiram até mais do que o mínimo de linhas pedidas.
O interessante foi descobrir como as crianças sabem de seus direitos, do que elas precisam para ter base para se estruturar e alcançar uma vida adulta feliz. Nem mesmo eu dei uma introdução sobre o assunto, deixei que suas palavras fossem soltas e demonstrassem a quantidade de necessidade que as crianças sentem dentro de si mesmas.
Em sua maioria, tive respostas de que a família é de onde devem surgir as raízes para dar às crianças o que elas tanto precisam: amor, atenção, nutrição e diversão. Claro que estas cabecinhas não têm tanta consciência sobre o tema, até porque acredito que foi uma das primeiras vezes em que eles foram expostos ao tem…

Aprendendo com os sofrimentos

Imagem
Dizem que “o ser humano ou aprende pelo amor ou pela dor”. Certamente, todos nós preferimos a primeira opção, mas dificilmente nos livramos dos sofrimentos da vida, sejam eles uma perda, uma doença, uma traição ou qualquer outro tipo de acontecimento que nos cause sentimentos que nos tiram de nosso ponto de equilíbrio.

Qualquer que seja a causa da dor, o mais importante é saber lidar com a consequência que vem para nós e em nós. O que mudamos com isso? O que podemos fazer para melhorarmos como pessoas? Acredito que as causas ocorrem para nos ensinar a sermos mais humanos, não mais um no mundo, para nos enxergarmos como pessoas, para refletirmos sobre os fatos em evidência que precisam ser observados e nos permitirmos ser mais do que somos.
Não precisamos com a dor criar mais lacunas entre nós e os outros, mais carapaças para nos proteger, precisamos entender o porquê dessa dor ter chegado em nossas vidas e como podemos aprender com ela.
Esse processo de aprendizado através da dor não …