Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

A pornografia faz mal?

Imagem
Sei que sexo vende e muito, mas se a pessoa só pensa em sexo o tempo todo, isso é uma patologia e só pode trazer prejuízos para sua vida pessoal e profissional. Recentemente, eu estava na fila de embarque e vi um rapaz completamente vidrado assistindo um vídeo pornográfico na tela do seu celular, como se as pessoas ao redor não existissem e que ele não poderia estar incomodando ninguém, muito menos crianças que estavam passando pelo local.
Depois desse vídeo, veio outro e mais outro... E depois, não mais o vi no saguão do aeroporto, mas o mais importante é como as pessoas se perdem nesse ciclo de baixa vibração e se prendem a um elo com a fantasia e saem do real. Não é mesmo?
Um bom exemplo disso está presente no filme “Como não perder essa mulher” que tem o nome original “Don Jon” (2003), estrelado por Joseph Gordon-Levitt, Scarlett Johansson e Juliane Moore. O personagem Don é totalmente fissurado por pornografia, não deixa de assistir todos os dias e isso complica suas relações amoro…

Viver o luto

Imagem
Estou num momento muito complicado dos dois lados da minha família pois minhas duas avós estão muito doentes, já muito idosas e já estão mostrando muitos sinais de que vão desenlaçar da carne em breve. Hoje, fui visitar minha avó materna depois dela ter saído da UTI e fiquei por horas conversando, massageando seus pés e olhando nos seus olhos, ouvindo suas palavras querendo guardar todos aqueles segundos eternamente dentro de mim, mas teve momentos em que eu me desconcentrei do que ela estava falando e me perdi no seu olhar.

Depois, como minha avó paterna que mora quase na mesma rua, fui visita-la também e fiquei muito angustiada porque hoje, depois de um ano de após um AVC, ela tem muitas sequelas para falar, não anda, não lembra de mim e ficou com demência. Mas o que mais me abateu foi que diferente dos outros dias em que a visitei, não percebi melhora no seu quadro, pelo contrário, a achei pior, muito mais apática e minha tia relatou que ela tinha passado mal durante a sem…

Praticando a empatia no seu dia

Imagem
Adote esse comportamento e aumente a qualidade das suas relações. 


   Empatia é uma palavra de origem grega e corresponde a ter aceitação por algo ou pelos outros. Ser empático é ser uma pessoa aberta a se relacionar com outras, é estar disposto a se comunicar bem com amigos, parceiros amorosos e até com os demais funcionários de sua empresa, mantendo um clima sadio. Cultivar esse comportamento ao nosso redor é fundamental para nutrir relações agradáveis e criar ambientes harmoniosos.    Para estabelecer novos e bons contatos, por exemplo, precisamos jogar fora pensamentos pré-construídos sobre o jeito de ser do outro. Geralmente, quando criamos uma imagem de alguém, sem procurar conhecer a pessoa previamente, corremos o risco de cometer equívocos e julgamentos indevidos. Acreditar em opiniões pré-concebidas faz com que nossos relacionamentos sejam baseados na desconfiança.    Ao praticar a empatia, estamos nos abrindo a ouvir e a conhecer de verdade as pessoas ao nosso redor. Assim, …

O difícil exercício de não julgar as pessoas

Imagem
Para viver melhor, nem sempre é favorável dar sua opinião sobre os outros.

   Parece que viemos ao mundo para ter um julgamento sobre tudo, ou o que as pessoas chamam de "ter uma opinião formada sobre tudo". Mas será mesmo que é isso? Será que a sua opinião deve ser dada sem que as pessoas lhe peçam, ou isso é uma intromissão e uma grande falta de educação da sua parte, de não respeitar o limite da vida alheia, o limite do outro de ser e de fazer o que ele quer?


   Bom, o que proponho é uma reflexão sobre como viver melhor com as pessoas, sem se incomodar com a presença ou as atitudes do outro. Já parou para perceber que quando você tenta impor o seu julgamento sobre tudo e todos, geralmente age com preconceito? Muitas vezes, as pessoas nem mesmo procuram se informar antes a respeito do assunto e, já "atiram a primeira pedra", criticando e criando um incômodo desnecessário.

   Críticas são sempre bem- vindas se elas são construtivas, e posicionadas no momento c…