Intransigência, um grande mal para os relacionamentos

Você sabe o que é ser intransigente? É não aceitar as falhas, as imperfeições e algo que pertence ao outro. É simplesmente não admitir que o outro seja exatamente o que ele de fato é. Você tem um pouquinho disso em si mesmo ou sofre por ter pessoas intransigentes ao seu redor? Você não acha que a não aceitação alheia pode ser um grande mal que pode repelir as pessoas não consideradas perfeitas?

Muitos relacionamentos se findam justamente porque não há disposição entre os envolvidos para aceitar o outro realmente como ele é, por alguém assumir uma postura intolerante, talvez um pouco egoísta e, assim, desencanta-se muito rápido quando começa a conhecer de verdade a pessoa que está ao lado.

Quais são os fatores que nos levam a ter um comportamento intransigente?
O medo de se relacionar de verdade e mais intensamente, que nem sempre é consciente e o medo de se expor ao outro tal como ele é, cheio de imperfeições.

Você já buscou entender como as pessoas mais intransigentes que você conhece podem estar apenas refletindo a sua grande autocrítica e sua intolerância sobre a si mesmo?

Sim, colocar a culpa no término do relacionamento sobre o outro simplesmente é muito fácil, “ele não é assim tão bom, não estava tão disposto a encarar os fatos”. Mas e você? Qual foi a sua contribuição para o fim do relacionamento? Você se empenhou para que a relação fosse de harmonia e de bom entrosamento ou simplesmente se manteve em sua postura enrijecida e incapaz de ter a humildade de tentar entender que todos nós somos feitos de qualidades, modo de agir e de pensar que podem ser diferentes do que acreditamos ser a melhor maneira?

E o encanto? Sim, quando conhecemos uma pessoa e gostamos dela a partir desse momento, de fato, estamos apaixonados/encantados por alguém que ainda não conhecemos, criamos uma imagem da pessoa que apenas nos cativou, o que é muito diferente do que vamos conhecer sobre ela quando criarmos elos por gostarmos de suas características intrínsecas.

Então, sabe quando você está passando por um momento de grandes críticas a respeito de alguém ou até mesmo sobre mais de uma pessoa? Pode ser que você esteja expurgando como você tem sido intransigente consigo mesmo e usando os outros como um espelho. Quem sabe o que te incomoda no outro também pode estar em você?

Para viver bem, você não acha que seria melhor se jogássemos fora a intransigência do nosso cotidiano e conseguíssemos admitir que  realmente só podemos nos mudar? Você não acha que para sermos felizes e vivermos tranquilos é preciso enxergar além das falhas, dos defeitos e das faltas cometidas por todos nós? Só mais uma pergunta, você conhece alguém que seja realmente perfeito em tudo? Nem eu.

Comentários

  1. Perfeito!!! Obrigada.. vc escreveu tudo o que eu precisava ler. Vou tentar me modificar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que esse texto te fez refletir sobre a sua maneira de agir. Aliás, esse é um dos meus textos mais lidos e sou muito feliz de saber disso.

      Excluir
    2. Muito bom o texto, durante uma DR com minha esposa, ela expôs um câncer perigoso do qual eu ñ tinha conhecimento, e agora pela minha felicidade e o bem do meu casamento, vou me empenhar em eliminá-lo, o texto foi de grande ajuda, sou grato ao autor

      Excluir
  2. magnifica mensagem. ja usei esse recursode auto-avaliação e mudanças em mim. o prolema agora não erros bobos nem defeito cotidianos é falha de caráter. isso, já é impossivel conviver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Claristela

      Obrigada por seu comentário! Falha de caráter realmente é um assunto amplo. Vou escrever sobre isso em breve e vou esperar o seu comentário.

      Um abraço

      Excluir
  3. O que precisamos fazer para deixar de ser intransigente?
    Por onde começar em relaçao ao relacionamento(namoro).preciso de ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para deixarmos de ser intransigente, primeiramente, é necessário se observar, analisar a maneira como agimos com os outros e como ficamos quando os outros fazem algo que não gostaríamos que eles fizessem.

      No caso da relação amorosa, é preciso ter ainda mais cuidado para não achar que você pode mudar o par para ele ser o que você acha que é um modelo de pessoa perfeita.

      Excluir
  4. oi Bruna! meu psiquiatra me chamou de intransigente. Praticamente so tenho levado questoes da minha vida conjugal,tipo as vezes que meu marido entra em sites nao adequados,administracao financeira, falta de me acompanhar nas festinhas de crianças, a mae dele que vem de ferias por 3 meses.Sera mesmo intransigencia da minha parte ou como disse a Claristela,questao de carater.Fala um pouco sobre isso quando puder, desde ja agradaço.Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  5. Pode deixar que escreverei com calma sobre esse assunto, assim que eu refletir sobre isso. Mas antes de julgá-lo, você pode tentar entender as razões que o levam a agir do jeito que ele age? Espero que eu tenha te ajudado.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  6. Oi. eu sou uma pessoa muito intransigente e, neste post, você disse tudo. Infelizmente, eu não sei por onde começar a mudar. Preciso de ajuda. Sou assim no meu trabalho, na faculdade, no meu namoro, em casa... sou perfeccionista... Isso me faz sofrer, mas não consigo mudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, quando queremos mudar e não conseguimos enxergar o começo, podemos contar com profissionais qualifucados para nos ajudar, pois todos nós temos pontos cegos que são justamente os comportamentos que não conseguimos nem mesmo perceber a sua existência em nossa vida.

      Entre em contato comigo, em algumas sessões de Coaching você já pode conseguir encontrar as respostas que você procura e as mudanças que você quer ter em sua vida.

      Excluir
  7. Enfim conhecia uma pessoas ha aproximadamente 5, agora resolvemos namorar, mas só durou 5 meses. ela é intransigente ate com a mãe e a irma, enfim queria q fosse como os outros ex dela,que por acaso n derão certo segundo ela por culpa deles...me cobrou compreensão e tudo mais e eu cedi,porem no momento que eu mais precisei, final de curso da faculdade,falta de grana - desemprego bateu e tal...ela olhou p mim e me disse que eu era sem futuro p ela e terminou...enfim a tristeza n e o termino e saber que uma pessoa assim viverá sempre magoando alguém sem pensar,por não reconhecer que precisa mudar...Todo mundo mereço uma segunda chance e o Oro muito a Deus para que ele conceda a ela essa chance de mudar...Parabéns, o texto é perfeito, simplesmente um comportamento intransigente tem colocado o ser em rota de colisão e se afastando cada vez mais um do outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada por ter me enviado o seu comentário. Você tem toda razão, é algo que ela mesma precisa fazer - mudar e ninguém pode tomar essa atitude por ela, mesmo que a ame.

      Excluir
    2. Tenho passado por isto hoje. E de certo, não é justo que eles continuem magoando as pessoas por só pensarem em si próprios.
      Sofro de mais.

      Excluir
  8. E quando você já mudou e deixou de lado sua intransigencia,e o outro continua agindo igual ?
    Dificil.

    ResponderExcluir
  9. Vivo isso diariamente na minha vida.
    Sou casado com uma mulher intransigente, grossa na forma de falar, não é carinhosa, não se entrega por completo.
    Busco diariamente tentar ser um esposo melhor para nós, para ela e nossa filha. Mas as vezes parece que tudo que fazemos não é suficiente e a pessoa passa a ser cada vez mais ríspida.
    Não sei se abro mão e sigo minha vida ou se tento 101 vez.
    Fato é que AMO minha família, mas não amo viver assim.

    ResponderExcluir
  10. Atualmente minha esposa anda muito intransigente e reclama de tudo, tudo é motivo para briga. Transformar qualquer probleminha (que às vezes nem é problema) é problema. Está sempre se reportando ao passado para querer ao passado para apontar erros, faltas, algo que se tivesse sido feito, hoje tudo estaria bem. Eu não posso reclamar de nada, se reclamo fico numa situação difícil. Por mais que tendo me justificar, menos ela quer entender. Quanto ela bate o martelo, pronto: prevalece o que ela pensa. Eu não estou aguentando mais. Ela me cobra carinho, às vezes, mas nunca se manifesta para fazer um (carinho) em mim. Parece que vive o tempo todo zangada. Eu estou querendo sempre acalmar a situação, dando conselhos para ela não dá tanta importância a coisas pequenas, mas termino me dando mal, ela começa a querer apontar meus erros, e aí nunca chegamos a lugar nenhum.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando a cabeça não pensa, o corpo padece mesmo!

Por que as pessoas fogem de relacionamentos mais sérios?