Você sofre com insônia?

Você já ficou sem dormir com ansiedade sobre algo que iria te acontecer no dia seguinte? Já ficou mais de um dia agitado na cama, esperando o sono chegar e não recebeu nem uma mensagem de que ele iria aparecer mesmo que atrasado? Se você está passando por um período de insônia, pode ter certeza de que, além de ele estar revirando a sua cama, está mexendo em outras áreas de sua vida.

Se você passou uma noite em claro por querer que algo aconteça em breve em sua vida, fique tranqüilo, pois isso não pode ser uma insônia. Estou me remetendo a pessoas que realmente estão passando por períodos que parecem não ter fim de falta de sono, sonos interrompidos e sensação de ter tido a visita de um trator na sua cama no dia seguinte à sua crise de insônia. Está difícil de suportar essa fase? Pode ficar tranqüilo, pois isso tem solução.

Como anda o seu rendimento profissional e nos estudos? Está conseguindo se concentrar? Acredito que não e sua memória, anda boa? Você tem conseguido seguir a sua linha de pensamento sem se perder no meio do caminho? Sem se perguntar o porquê de você estar falando sobre um determinado assunto ou como foi que você chegou a esse assunto? Pois é, esses são apenas um dos pequenos distúrbios que a insônia pode te causar, além de gerar mau humor, sono em momentos inoportunos e desânimo para prosseguir com seu cotidiano.

Os casos mais graves podem ser acompanhados de enxaqueca, transtornos na comunicação, com períodos de dislexia, gagueira, sensação de esquecimento de palavras simples, falta de memória e até distúrbios circulatórios e mudança no seu metabolismo, além de diminuir sua imunidade.

Satisfeito? Acha que pode contornar bem a situação tomando remédios paliativos, como Dramin para dormir? Será que não seria melhor consultar um médico e outros especialistas no assunto para descobrir quais são os fatores que desencadeiam essa insônia  e voltar a ter noites de sono que te fazem acordar renovado?

No cotidiano agitado em que vivemos, nós acabamos nos perdendo entre o que somos e o que nos cobram que sejamos e entre as várias adaptações ao meio. Nós acabamos deixando de lado a importância que há no ato de dormir. Ter uma boa noite de sono requer de nós não só a vontade de dormir e sim um componente fundamental para que nós possamos colocar nossas cabeças no travesseiro e simplesmente relaxar – se desligar de nossas preocupações diárias, nem que seja entre 6 e 8 horas.

Parece fácil ter esse desprendimento, mas não é tão simples quando nos sentimos consumidos por problemas que, para nós são como grandes alavancas de descompassos entre o corpo e a mente, mas ter o autoconhecimento ao nosso favor pode ser um grande aliado no combate à insônia.

Viver com insônia é viver tendo baixa produção no seu trabalho e nos seus estudos e também é não se socializar muito bem com as pessoas ao seu redor, pois você sempre estampa a imagem pesada e cansada de uma noite quase não dormida e em qualquer ambiente em que estejamos, isso já exprime a imagem de que não estamos tão abertos para nos comunicar, nem para manter laços sociais sadios com ninguém.

Quem sabe não é o momento certo para você olhar para você e entender que não precisa ficar perdendo noites a fora porque tem um problema para ser resolvido? Quem sabe não é agora o momento de dar um basta para suas preocupações,que são péssimas companhias para serem levadas para a cama? Quem sabe se olhando e se cuidando de dentro para fora, você não vai conseguir ter as ferramentas necessárias para seguir com sua vida profissional e social na tranquilidade? Será que você ainda vai se submeter a muitas noites de insônia, mesmo sabendo que isso te faz mal porque teme pedir ajuda a especialistas no assunto?


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Intransigência, um grande mal para os relacionamentos

Quando a cabeça não pensa, o corpo padece mesmo!

Como anda a educação dos jovens? Totem e Tabu na família brasileira