segunda-feira, 5 de março de 2012

Travas para o sucesso


É interessante observar como tem muito ímpeto e ao mesmo tempo travas no caminho do sucesso. Enquanto queremos alcançá-lo, também encontramos em nós algo que nos faz parar e quem sabe desistir do que queremos.
Idealistas e megalomaníacos à parte, vamos aos casos óbvios de resultados de pessoas que conseguem assumir o posto que desejam e se sentem satisfeitos com isso. Será que em algum momento de sua trajetória, elas encontraram empecilhos para conquistar seus sonhos? Claro que sim! É evidente que sim, nada é tão fácil do que encontrar desvios de rotas, ainda mais se no nosso processo de desenvolvimento profissional estamos passando por mudanças na nossa vida afetiva e tudo isso fazendo parte de uma única pessoa – você.
Mesmo quem consegue ter sucesso na medida desejada, passa por questionamentos sobre o que realmente desejam e se o que desejam é realmente possível de ser conseguido, ainda mais nos momentos em que os frutos de seu trabalho não estão maduros para serem colhidos.
É normal, é aceitável e é humano ter questionamentos sobre o que fazer, como fazer e quando fazer e isso nos mostra o quanto somos capazes de ampliar nossas perspectivas sobre nossas próprias vidas e assim, trazemos para nossas mãos o troféu que demonstra a vitória sobre o que planejamos ter.
Certamente, eu conheço pessoas que realmente não fizeram grandes esforços para serem bem abastecidos financeiramente, pois já nasceram com este suporte familiar, mas isso não quer dizer que as pessoas que começam do zero, apenas com um projeto em mente não conseguem o que querem.
Além disso, as travas de cada um devem ser respeitadas e não banalizadas simplesmente porque nos parece mais fácil de resolver do que as nossas. Perceba se você está sendo intransigente e até mesmo, se sentindo superior demais em relação aos problemas alheios, até porque o problema quando é visto bem no seu íntimo, ele não parece ser tão simples quanto parece.
E essas tais travas, o que elas podem ser de fato? Uma dificuldade em lidar com os momentos mais delicados rumo ao que você quer, pode ser um sentimento de inferioridade, de incapacidade de superar os problemas e pode ser até mesmo uma frase dita por uma pessoa a qual você respeita e que virou uma crença negativa sobre o que você pode ser e ter.
Como se livrar disso? Vá fundo em seu dilema e não se desespere frente ao que vai surgir de informações sobre quais são os seus empecilhos. Não se revoltar contra eles também é importante e o melhor é trabalhar em busca dos motivos pelos quais você se vinculou a esses obstáculos e se desvencilhe deles aos poucos, conhecendo a si mesmo e suas qualidades que podem te auxiliar na superação dessas barreiras.
Evite fazer comparações com os demais ao seu entorno e nunca se sinta diminuído por não ter que seguir os mesmos trajetos que outras pessoas conseguiram, aparentemente, concluir com tanta facilidade. Não tem como copiar os outros para ter os mesmos resultados, é preciso saber de fato o que queremos e com toda certeza, a partir daí, já teremos um objetivo e maneiras de encontrá-lo completamente diversos de qualquer outra pessoa.
Respeitar também o seu tempo, o seu modo de alcançar as respostas que busca também é um bom conselho, pois conseguir mudanças radicais em pouco tempo podem significar retornar ao ponto zero também em muito pouco tempo. Um trabalho bem projetado, bem organizado e calculado, com toda certeza trará bons resultados e, certamente, precisamos contar com o fator pessoal, suas emoções e sentimentos sobre o sucesso.

5 comentários:

  1. Parabéns, Bruna! Muito bom o texto.

    Abraço!

    Cintia Monalisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cintia. Muito obrigada pelo carinho e fico feliz de saber que você gostou do texto!

      Excluir
  2. OLÁ LENDO SEU TEXTO, PERCEBI COMO UM DESENHISTA DE JÓIA, CONSEGUE CAPTAR A FORMA IDEAL PARA MONTAR UMA PEÇA CRIADA, POIS VC ME AJUDOU A VER O CAMINHO QUE TRILHO ATÉ AQUI, E COMO O MARCO ZERO, IMPLICA MUDAR.
    ESTOU NO RECOMEÇAR PARA UMA OUTRA CARREIRA, TUDO MUITO NEBULOSO. DIVINAS FORAM SUAS PALAVRAS, OBRIGADO.

    ResponderExcluir