Quais são as suas sensações para o próximo ano?

Parece estranho, mas o fim de ano traz consigo uma energia de balanço geral, de levantar a poeira sobre o que fizemos e o que deixamos de fazer de acordo com as metas que tínhamos sobre o ano que se finda.

Já pensou nisso? Teve sucesso com o que você desejava alcançar? Teve surpresas agradáveis no meio do caminho? Conseguiu realizar aquele objetivo financeiro? A sua viagem dos sonhos aconteceu nas suas férias? E os problemas de relacionamento, você conseguiu solucioná-los? E aquele mal estar que te acompanhava por algum tempo, descobriu qual é a sua origem e assim, libertou-se dele?

Final de ano para você é sinônimo de quê? Qual é o sentimento que te acomete quando chega dezembro e começa a se dar conta de que um novo ano se aproxima?

  1. Você fica cheio de esperanças, animado, otimista ou;
  2. Percebe que há em você uma certa angústia, medo de que o próximo ano não será melhor do que o que passou?

Se a sua resposta foi a primeira, acredito que você não é uma pessoa que teme o novo, que se coloca mais aberto ao que pode vir a acontecer como momentos positivos e, mesmo que haja obstáculos, você já se coloca em posição de vitorioso .Enquanto os que se sentiram mais ligados à segunda resposta, já demonstram que há algo que não condiz com vivenciar o presente como um bom momento e assim, já projetam o futuro como algo quase impossível de ser melhor do que o passado um dia foi ou nem mesmo nunca foi.

Parece confuso tentar entender como as pessoas mais conectadas com a resposta 2 pensam, mas quem vive com essa angústia sobre o futuro atrai para si muitos medos, muitos entraves que não permitem que a própria pessoa se descubra forte o suficiente para alcançar seus objetivos e assim, vivem uma vida dando muito mais peso ao que não se conquista do que às pequenas conquistas diárias que podemos obter.

E o que podemos fazer para nós no próximo ano?
Bom, eu costumo trabalhar a fé como algo que realmente move montanhas dentro de nós e permite-nos mudar padrões de comportamento que não queremos mais ter, como visões negativas sobre a vida e sendo assim, eu sempre trabalho esse assunto quando atendo pessoas que não possuem perspectivas boas sobre o que está por vir.

Mesmo que você não seja um seguidor de nenhuma religião, por que não pensar neste momento em ouvir a sensação que há em você, seguir uma voz, uma luz, uma certeza que você nem mesmo sabe de onde vem para que você possa se sentir mais confiante, mais seguro e certo de que você pode alcançar sim o que você deseja para a sua vida? Isto só poderá começar a acontecer, se você se dispor a se permitir a mudança interna, a reconstrução de seu modo de ver e de vivenciar experiências de vida, a ter disciplina e aceitação da vida do jeito que ela realmente é, cheia de emoções, que com toda certeza não estão por aí para te deixar da mesma maneira que ontem você era.

Então, por que não começar a se mexer mais rumo ao que você sonha em realizar? Por que não acreditar mais em você, nas suas metas, na mudança que você é capaz de fazer? Nos voos que sua mente quer fazer em direção a novas paisagens, novas maneiras de viver e de sentir seu coração bater?

A você, eu desejo muita esperança e principalmente que você acredite mesmo em si mesmo, que você seja seu aliado frente às novidades, acreditando que elas serão boas, que você não se permita mais aceitar o que você já não quer mais que aconteça em sua vida.

Para continuar a refletir sobre o tema e ter sua mente aberta para acreditar mais em si mesmo e na sua ligação com o que você quer que seja realizado, sugiro a leitura destes meus dois artigos:

Liberte-se do que não te satisfaz:

O que há de repetitivo em sua vida:

Que 2011 seja realmente cheio de sabedoria, de alegrias, de realizações e de grandes aprendizados para todos nós! Sucesso a todos!

Comentários

  1. Oi Bruna, obrigada pelo artigo, ele nos ajuda muito a olhar com outros olhos os próximos desafios e se imbuir de coragem para não desistir da caminhada, é dura, árdua, mas vale a pena pelo menos tentar e se não conseguir na pior das hipóteses é que o caminho a seguir deverá ser outro e provavelmente irá cair como uma luva, vamos experimentar? Você é ótima, feliz 2011, continue nos ajudando e em dobro você terá as recompensas do Céu!!!!!
    Beijos,
    Cristina

    ResponderExcluir
  2. Oi Cristina, muito obrigada pelo carinho e por ter gostado do artigo! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Artigo maravilhoso,nos enche de esperança e fé para receber este novo ano. Sucesso para voce em 2011 e continue a nos iluminar com seus artigos.

    Beijos,
    Mariana França

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana

      Muito obrigada pelo seu comentário. Adorei saber que eu pude te ajudar a ter mais fé e esperança!

      Grande abraço

      Excluir
  4. Oi,Bruna,
    Ótimo artigo e veio bem a calhar.Você sempre dando esperança e dando brilho para nós.
    Bjs.
    Alda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alda

      Muito obrigada por a acompanhar meus artigos!

      Grande abraço

      Excluir
  5. Olá Bruna,
    excelente artigo e que tudo de Bem possa nos acontecer neste novo ano, e se não acontecer saberemos dar a volta por cima e recomeçar.
    Que os Céus nos iluminem...
    Muita paz e serenidade em nossos corações...
    Feliz 2011!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcelo!

      Que a cada ano tenhamos mais vontade ainda de sermos realizados e que o sucesso seja certo!

      Excluir
  6. Bruna , que Deus a abençõe por essas orientações!!!

    ResponderExcluir
  7. Ótimo seu artigo!!Obrigada sempre.
    Feliz 2011!

    ResponderExcluir
  8. Excelente este tema, Bruna. E você foi no tema central.
    O grande lance é entender que as coisas nao acontecem. Somos nós os autores de nossas vidas, ativos, ou a platéia, passivos.
    Sua proposta é de nos tornarmos autores de nosso destino. Muito bom.
    Dê uma olhada tb no meu blog.
    www.segredosdoviolino.blogspost.com
    Vou divulgar o seu em minhas paginas.
    Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rom

      Que bom que você gostou, isso mesmo, somos os autores do nosso destino.

      Excluir
  9. Adorei ler todos os comentários! Começar com otimismo é a chave para abrir portas! O resto é aprender a cultivar boas sementes no presente para florescerem no futuro!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Intransigência, um grande mal para os relacionamentos

Quando a cabeça não pensa, o corpo padece mesmo!

Como anda a educação dos jovens? Totem e Tabu na família brasileira