Você é intransigente com o outro?

             Um dos temas mais lidos e mais procurados pelos meus leitores é a intransigência e acredito que cada um de nós devemos refletir sobre esse tema para que possamos entender mais sobre o que é ser uma pessoa intransigente ou não e se estamos cometendo a falha de não aceitar a maneira de ser do outro.

Como vocês já devem saber, tem um artigo em que eu já escrevi sobre esse assunto. O link é http://mestredesi.blogspot.com.br/2011/06/intransigencia-um-grande-mal-para-os.html . Mas volto a esse assunto para retomar o que é ser intransigente e isso requer entender que não aceitamos o outro do jeito que ele realmente é. Isso acontece porque queremos sempre dar algum tipo de retoque na maneira de ser do outro, ou porque o outro fala alto demais, ou não sabe se comportar bem e infelizmente nós nos sentimentos sempre com algum tipo de desalinho entre a realidade e o que imaginamos que o outro poderia ser, mas ele não é e talvez nunca será porque tais mudanças não dependem de nós e sim do que ele acha que são importante para a vida dele.

Então, vivemos em desagrado com o outro e principalmente com a gente porque ficamos sempre com um certo mal humor e incômodo porque o outro nos gera mal-estar por ser do jeito que ele é. Ficamos até atrapalhados em olhar e enxergar a realidade dele do jeito que ela é e nem sempre ela é tão cruel quanto exageramos porque estamos a vendo do nosso ponto de vista e as pessoas fora de nosso contexto, muitas vezes nem mesmo entendem o porquê de todo nosso estresse.

Deixamos de ver as qualidades das outras pessoas e passamos a só enxergar o que é mau no outro e consideramos tudo péssimo, tudo muito ruim mesmo, e é da ordem do horror ter que conviver com determinadas pessoas só pelo fato delas não serem o que gostaríamos que elas fossem. Quanta intransigência cabe em nosso comportamento, não? Será que não podemos ser melhores? Será que dá para parar de idealizar tanto uma situação impossível de ser vivida e viver o real,  com pessoas reais que até gostam de você do seu jeito de ser?

Às vezes, nos esquivamos muito dos outros por medo de nos ferir, por achar que o outro tem o dom de nos ferir mas na verdade nós somos os seres que têm a habilidade de nos ferir com coisas imprevisíveis mesmo. Não podemos prever que uma pessoa pode de repente deixar de nos amar, deixar de querer conviver conosco, deixar de querer conversar com a gente. E daí? Daí, vem sempre o próximo! Já ouviu isso? Torne isso uma verdade na sua vida!

Não transforme a sua ferida numa bandeira das pessoas feridas e magoáveis porque todos nós somos e fomos um dia feridos mesmo e não saia por aí achando que todo mundo é o mesmo tipo de pessoa má porque não é. No mundo há muitas pessoas boas sim, basta você buscar em bons lugares!

Encare a vida de outro ângulo, mais positivo, mais alegre. Já ouviu que tem gente para tudo? E é verdade! Tem gente para amar, para odiar, para rir e para chorar junto! Então, aproveite e descubra quem é quem nos seus círculos de amizade e descubra com quem você quer compartilhar emoções e, primeiramente, descubra quais emoções você quer compartilhar e quais te realizam!

Quer continuar acompanhando meus artigos e saber mais sobre meus atendimentos? Acesse o meu site www.brunarafaele.com.br e se cadastre para receber as novidades. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Intransigência, um grande mal para os relacionamentos

Quando a cabeça não pensa, o corpo padece mesmo!

Por que você ainda se sente preso ao ex?