sábado, 2 de julho de 2011

Existem amores impossíveis?

Claro que sim, mas quem os cria? Não seríamos nós, as pessoas as quais se negam a viver amores possíveis? Você não acha que há algo de errado em relações que não conseguem seguir um fluxo de tranquilidade? Então, quem de fato faz com que essas relações não fluam bem?

Eu acho muito interessante como há pessoas que se prendem a relações como essas, vivem anos e anos na esperança de que o relacionamento encontre um rumo mágico, em que o casal possa se dar bem e conviver feliz, mas e se não fizermos a nossa parte e o parceiro a sua, será que mesmo assim a relação pode dar certo?

Não existe um bom convívio só de uma parte, assim como você não se pode se comprometer com alguém que não quer assumir um compromisso contigo. Isso pode parecer uma mera lógica matemática para muitas pessoas, enquanto outras ainda insistem em gastar suas energias em amores impossíveis. Será que fazemos bem para nós mesmos dando amor a quem não o quer receber? Será que não fica um vazio dessa energia em nós? Será que de tanto insistirmos, é possível alcançar o amor de outra pessoa? Será que para sermos amados de verdade, precisamos encontrar alguém que nos faça sofrer e rastejar por essa pessoa?

Possibilidades existem de um caso virar um relacionamento sério, de uma amizade se transformar em algo mais, mas se o outro não está aberto, como podemos fazer com que ele se abra? Será que existe essa possibilidade ou talvez, somos nós que precisamos rever nossos conceitos do que é um amor possível de ser concretizado?

Não existe um caminho apenas para que os relacionamentos deem certo, nem mesmo você consegue seguir apenas uma linha de comportamento e de pensamento. Então, por que você ainda cisma em tentar fazer as coisas serem apenas do seu jeito? Será que dá para entender como o outro de fato é, qual é o verdadeiro momento em que ele está passando e o que vocês se permitem vivenciar no presente? Ao invés de criar expectativas, sonhos que podem se tornar apenas grandes frustrações, por que não pensar em se permitir abrir para compartilhar com o outro o que ele de fato quer compartilhar contigo? De repente, esta pessoa apenas não conseguiu encontrar um espaço para ela ser o que realmente é e demonstrar o que sente por você.

Vamos soltar as rédeas dos relacionamentos para buscar maior paz e verdadeira harmonia com quem nos quer bem? Esse pode ser um caminho cheio de boas surpresas... Quem sabe não será bom experimentar?  

Nenhum comentário:

Postar um comentário